Programa de Educação Permanente em Bioética 2018/UNESCO

sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2018

Programa de Educação Permanente em Bioética (PEPB) é uma iniciativa da Redbioética / UNESCO ( http://www.redbioetica.com.ar ) e do Programa Regional de Bioética da UNESCO (Escritório Regional de Ciências da UNESCO Montevidéu)

O seu principal objectivo é desenvolver uma tarefa educativa tendente a promover uma reflexão plural, interdisciplinar e crítica sobre os problemas éticos que emergem no campo da vida em geral, a saúde humana e os aspectos éticos relacionados às tecnologias emergentes e à pesquisa em saúde. na região.

Através da iniciativa educacional, bem como reuniões regionais e publicação de obras de autores latino-americanos, a Redbioética tem como objetivo promover um diálogo pluralista e interdisciplinar na região, que estabelece as bases de uma bioética comprometida com as necessidades de saúde e, fundamentalmente, com a promoção do desenvolvimento humano, de tal forma que os indivíduos e as comunidades possam realizar o pleno exercício dos direitos humanos e das liberdades fundamentais.

A educação em bioética é uma ação prioritária na região que cumpre diversas tarefas: identificar áreas temáticas importantes, bem como problemas éticos emergentes de condições de saúde e áreas de estudo e debate, promover conhecimentos e habilidades para sua análise. e atitudes orientadas por valores e princípios éticos e, em particular, geram intervenções transformadoras e formas de exigibilidade dos direitos humanos.

Muitas das iniciativas implementadas até agora refletem diretrizes que marcam a influência de visões que não refletem as realidades dos países da região da América Latina e do Caribe nem a abordagem de direitos humanos promovida pela UNESCO. Da mesma forma, muitas das instituições de treinamento atuais aderem a um modelo de bioética baseado no paradigma principialista, mais orientado para as tecnologias biomédicas ou emergentes. A partir daí, são promovidos conteúdos e metodologias baseadas em uma concepção liberal e pragmática de bioética. Ao contrário disso, a proposta da PEPB tende a incluir em sua agenda os problemas éticos decorrentes da realidade socioeconômica da região, determinada em grande parte pelas condições de desigualdade, exclusão e pobreza, as doenças relacionadas aos determinantes sociais da saúde e a falta de acessibilidade aos serviços de saúde. Do mesmo modo, proporciona uma visão da bioética global inclusiva das questões ambientais e da justiça global e uma abordagem crítica da ética da pesquisa em que os seres humanos participam, orientados para a proteção dos direitos dos participantes do mesmo. , indispensável para países de baixa e média renda, onde este campo tornou-se uma prioridade urgente.

Desta forma, o PEPB contribui com uma abordagem latino-americana para o ensino da bioética, que leva como marco de referência o respeito pela justiça e os direitos humanos, em particular dos grupos mais vulneráveis, tomando como cenário histórico e cultural a realidade regional e de cada país.
Para o efeito, o nosso Programa propõe um modelo de educação permanente em bioética, baseado na pedagogia da problematização através da modalidade à distância, com uma estrutura básica de conteúdo que reflete a análise dos problemas éticos que emergem da vida e a atenção da saúde humana nas regiões e comunidades da América Latina e Caribe.

A metodologia de problematização empregada promove uma reflexão crítica e permite debater em fóruns interdisciplinares entre participantes de diferentes países e culturas, o que também oferece uma experiência deliberativa única.
Todos os conteúdos foram elaborados pelos autores da região, expressamente orientados para a realidade regional e para cada tópico abordado nos módulos dos dois cursos.

Esta modalidade permitirá que muitas pessoas na América Latina e no Caribe tenham acesso a uma oferta educacional de alto nível acadêmico, orientada para os temas prioritários da região, promovendo a divulgação de obras, a promoção de autores latino-americanos ea troca entre aqueles que já estão trabalhando em questão em diferentes centros.

As informações sobre o programa podem ser acessadas aquí e no site www.redbioetica-edu.com.ar.